Fundação Macaé de Cultura

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Bibliotecas

Bibliotecas

E-mail Imprimir PDF

Biblioteca Pública Municipal Dr. Télio Barreto

A mais antiga Biblioteca Pública de Macaé originou-se da Biblioteca Popular de Macaé inaugurada no dia 02 de dezembro de 1876. Em 19 de abril de 1941 através do Decreto nº 2 do então prefeito Dr. Télio Barreto é criada e instalada definitivamente tendo recebido a denominação de Biblioteca Pública Municipal Dr. Télio Barreto. Possui atualmente um acervo de aproximadamente 40 mil obras divididas em todas as áreas do conhecimento, possui um espaço destinado ao público infantil. Tem em seu acervo livros em braille e brevemente possuirá áudio livros, destinado ao público com dificuldade auditiva e de leitura. A partir da Lei n0. 3005/2007 tornou-se oficialmente vinculada a Fundação Macaé de Cultura.

Seu acervo literário possui exemplares dos clássicos da literatura brasileira e universal, além de um amplo acervo de literatura infantil e infanto-juvenil. Possui em seu acervo livros de literatura espírita, católica e evangélica.

Os usuários da biblioteca também têm a disponibilidade de toda a coleção do jornal O DEBATE das edições a partir de 1980.

Endereço:  Rua: Dr. Télio Barreto, 420 – Centro – Macaé/RJ
Telefone: (22) 2772-7491
Email: Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.
Horário de funcionamento: 2ª à 6ª feira: 8h às 20h
Sábado: 9h às 13h

Biblioteca Pública Municipal do Aeroporto Professora Tarsila Poiares Carneiro da Silva

A Biblioteca Pública Municipal Tarsila Poiares Carneiro da Silva da Fundação Macaé de Cultura (FMC) foi inaugurada no dia 10 de setembro de 2012 no Parque Aeroporto. Ela conta com um acervo de aproximadamente 5 mil livros entre literatura, dicionários, enciclopédias, além de uma grande variedade de revistas, CDs, jogos didáticos e um equipamento multimídia.

A Biblioteca Municipal Tarsila Poiares fica localiza na Rua L, 70 – Parque Aeroporto.

Telefone: (22) 2773-5922
 
 
 
 

Biblioteca Pública Municipal Professora Henriqueta da Costa Marotti

A Biblioteca iniciou funcionando como Biblioteca Comunitária. Em 05 de dezembro de 2007 através da Lei no. 3005/2007 tornou-se Biblioteca Pública Municipal ficando assim vinculada à Fundação Macaé de Cultura.

A Biblioteca possui um acervo diversificado abrangendo a todas as áreas do conhecimento. Possui um acervo específico destinado ao público infantil e seu acervo é constituído de livros, DVS e brinquedos. Desenvolve projetos de incentivo à leitura, de apoio ao ensino-aprendizagem e de divulgação cultural, tais como: jornada cultura, bolsa mágica e outros.

 

Endereço: Rua: Lauro Gonçalves Pacheco, s/n – Glicério em frente à Praça Principal de Glicério

Email: Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

Horário de funcionamento: 2ª a 6ª: 9h às 17h

Biblioteca Pública Municipal de Córrego do Ouro

Aberta ao público em 30 de maio de 2011, a Biblioteca Pública Municipal de Córrego do Ouro, vinculada à Fundação Macaé de Cultura, situa-se nas instalações do Macaé Facilita, contando com um acervo de mais de mil livros, além de DVDs e brinquedos. O seu acervo é basicamente de livros literários abrangendo a literatura em geral, literatura infantil e infanto-juvenil.

End: Rua Miguel Peixoto 349, Centro – Córrego do Ouro

Tel: (22) 2765-3344

Horário de funcionamento: 2ª a 6ª das 9h às 17h

 

Notas

Macaé promove segundo Seminário sobre Violência

O segundo Seminário sobre Violência, promovido nesta quarta-feira (29), reuniu 160 participantes e colocou em pauta a prevenção de violências contra o sexo feminino, a equidade e a ideologia de gênero machista. O evento, organizado pela prefeitura, aconteceu das 9 às 13 horas e de 14 às 18 horas, no Auditório Cláudio Ulpiano, na Cidade Universitária. A Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Cidadania, a Coordenadoria de Políticas para Mulheres e o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) foram responsáveis pela programação.

A importância do seminário foi destacada pela Secretária de Desenvolvimento Social, Tatiana Pires. "A violência está em toda parte, em todas as classes sociais, não está restrita à raça, cor de pele, religião. O município tem equipamento de proteção para acolher a mulher vítima de violência, que vem fragilizada, mas é atendida por um trabalho de rede de modo a garantir a essa mulher a segurança", disse a secretária.

Satisfeita com a adesão pública ao evento, a coordenadora de políticas para mulheres e do Ceam, Jane Roriz, evidenciou os dados: em 2016 foram 3.921 atendimentos sociais, psicológicos e jurídicos pela equipe técnica, formada por assistentes sociais, psicólogos e advogados, referenciados por algum órgão que atende as mulheres ou por demanda espontânea.

Fonte: Equipe da SECOM